Conheça uma das melhores formas de evitar doenças respiratórias

Quando o assunto é doença respiratória, muitas vezes, o ar-condicionado é visto como o grande vilão da história. E agora, com a chegada do outono, o tema ganha ainda mais importância, pois o período é propício para aumentar a incidência dos casos de doenças.

Porém, não se engane, o aparelho em si não é o culpado, e sim a falta de manutenção para limpeza e bom funcionamento do equipamento.

A falta de manutenção constante, além de diminuir a renovação do ar, provoca o acúmulo de sujeira, favorecendo o surgimento de fungos e bactérias, fatores que respondem pelo agravamento dos quadros de doenças respiratórias como asma, rinite, sinusite e até doenças pulmonares.

Ácaros, bactérias e fungos podem desencadear infecções ou agravar alergias respiratórias.

Esse seres minúsculos e invisíveis ficam suspensos no ar e podem se acumular, principalmente, nos filtros dos aparelhos, sendo imprescindível a sua manutenção constante.

Para você ter uma ideia do quanto o ar-condicionado pode ser prejudicial à sua saúde, no começo deste ano foi sancionada a lei que torna obrigatória a manutenção de aparelhos em edifícios públicos e coletivo “visando à eliminação ou minimização de riscos potenciais à saúde dos ocupantes”.

O proprietário e responsável terão 180 dias para cumprir a lei.

Ruim para saúde do seu bolso também. A falta de cuidados pode doer no bolso também, já que o seu mau funcionamento faz com que ele precise de muito mais tempo para refrigerar o ambiente e consequentemente gaste mais energia para isso.

Fonte: Exame, Jornal Progresso.

Você sabia que a Porto Seguro Faz realiza limpeza de condicionador de ar?